sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

IMM*


Todos têm em si
micromundos!
laços frouxos
a se fazer e refazer
no tempo e espaço
e o compasso  roda
pai do instante
que gira e movimenta
e a gente tenta
se equilibrar...

Cada coisa em nós
Tem mais de um lugar!
A espaçonave se adequa
e no cosmos viaja!
A máquina da vida  
é intensa e voraz
E se retroalimenta
num ciclo de eterno ir e vir
Pois tudo que é vivo
 é capaz de fluir!#




*http://ciencia.hsw.uol.com.br/quantum-suicidio2.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário