quinta-feira, 27 de junho de 2013

Tempestades


Tempestades de calor
sobre cobertas
o frio encobre suspiros
e quão doces são...
Coração na tua mão,
Mundo em contramão.

Tempestades de afeto
sobre o olhar
luz que encandeia e faz apaixonar
E teus beijos...multidão!
és meu dia, minha noite,
e minha oração.

Tempestades de ciúmes
estas sim...tão sem sabor
Só teus olhos sem calor
fazendo dor em mim
E porquê, me diz meu bem
As coisas têm que ser assim?...

domingo, 23 de junho de 2013

Inquietação







É morna esta noite
Onde o vento vagueia
Sem quê ou por quê
Sem lugar pra aportar...
É triste esse frio
Que a alma encandeia
Sem saber como ir
Encontrar com seu lar...
Às vezes é assim na caminhada:
A gente se perde pra se reencontrar
Às vezes é preciso pular da sacada
Abrir mão das represas,
correr para o mar!#









Boa noite,querid@s! :)

terça-feira, 18 de junho de 2013

Res Pública

Brilha a nação
por detrás dos colarinhos sujos
rua e condão
não queremos mais absurdos
Poderes vãos
Negociando o fechar os olhos
Estamos sãos
Não queremos mais desenganos! #


Porque a democracia a gente garante indo pra rua. E a Res a gente prova que é pública.
E vamos refletir isso em 2014, porque não podemos nadar até as urnas e morrer na praia.
Só vote em quem traz benefícios para a Sociedade.

sábado, 15 de junho de 2013

Nação

É tão pouca novidade
E tão pobre essa socialização
Gases lacrimogêneos
E a morna sonolência da nação.
Jovens que lutam,
Adultos que adormecem
Crianças que não sabem,
Vida que padece!
E somos nós...tão individuais
Seres tão dilacerados e plurais
Estupidamente submersos
no conforto do comodismo
que apaga sonhos e  versos
Transforma gritos em gemidos...
Reproduzimos espelhos e suas rotas
Desiguais!
E procuramos por mais...
Amores e ideologias
Tão frágeis e mortais!
O pretérito do futuro que apodrece
 no caos das lógicas invertidas
E uma nação que adormece
No leito esplêndido das ilusões perdidas!

sexta-feira, 14 de junho de 2013

A moça e o vento...

E soprou o vento
as verdades por dentro da moça
ela andava de estações perdida
imersa na plena solidão da vida...

E o frio que lhe percorria a alma
falava do quanto doem as despedidas
E que todo amor é uma oração
Um pedido de luz,calor e perdão...

E por não poder comportar toda dor
Aspergiu: soltou. Libertou!
E do peso do que foi, asas criou
E assim, de flor...borboleta

Estrela que vira cometa
Depois de uma enorme explosão
Agora, apenas luz disforme
Lua crescente, em profusão...! #



Porque eu sei que não somos nada mais que crescimento e luz!
Bom dia queridos! ;)

quarta-feira, 12 de junho de 2013

“Namorado”




Bom Dia, Elton Tavares. Amo você!

  O meu dia tem os contornos da tua mão
E o coração acostumou a entoar
O ritmo peculiar da tua respiração
E teu abraço que é meu lugar...
Não há procuras, apenas um seguir viagem
Café para dois, amor bem quente
Adocicando a alma, apimentando a mente...
Então,  chegou o tão esperado dia
Que há tempos o  poeta* profetizou
E algo por dentro modificou
Pra aconchegar este viver...
Pois sim: Quero ficar só com você*!


*Antes das seis, de Renato Russo.

E quem inventou o amor? Bem, eu tenho uma dica: Alguém repleto desta força e desta luz, pois não se cria e nem se dá o que não se tem...

 Então, querid@s: força e luz neste dia dos namorados! Sejamos amor, a força mais poderosa que podemos construir.

terça-feira, 11 de junho de 2013

Recado

Teus olhos não atualizaram a paisagem
E fico aqui, meio miragem
Contemplando o absurdo
deste eterno novo velho mundo ...

O tempo não envelheceu teus traços
e já não tenho teus abraços
Mas o amor não se perdeu!
A alma guardou, recolheu...

O que mais há que não viste?
instantes e respirações
tuas flores, tuas criações
exercitando para a vida tuas lições...

E eu sei que tens um sorriso guardado
P´ra quando te reencontrar...
E o meu recado até lá:
sempre vou te amar! #

"Paissarinho"





sou tua rima
tua flor de abril
natureza viva
criação da tua carne
pedaços do cotidiano
casinha na árvore
 violão tocando
cadernetas, máquina de datilografia
dia de pescaria
- é mais que verso ou avesso
- é saudade
 visceral #




(Voa,paissarinho,voa...)

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Missão




O dia vem...
chuva e raios de sol
E o desafio cotidiano:
Não deixar o coração cair no engano
de se molhar no amargo da vida:
manter a alma enternecida,
e crescer!
Crescer sem triturar pedaços
da crença e dos laços
de outro ser...
Sem ser a imagem doida e doída
na vida de outro alguém,
Apenas fluir pela lida
Com a dignidade de quem tem escolhas
e opta por ser do bem...#





Porque sou reflexo das minhas escolhas. BOM DIA! :)