sexta-feira, 14 de junho de 2013

A moça e o vento...

E soprou o vento
as verdades por dentro da moça
ela andava de estações perdida
imersa na plena solidão da vida...

E o frio que lhe percorria a alma
falava do quanto doem as despedidas
E que todo amor é uma oração
Um pedido de luz,calor e perdão...

E por não poder comportar toda dor
Aspergiu: soltou. Libertou!
E do peso do que foi, asas criou
E assim, de flor...borboleta

Estrela que vira cometa
Depois de uma enorme explosão
Agora, apenas luz disforme
Lua crescente, em profusão...! #



Porque eu sei que não somos nada mais que crescimento e luz!
Bom dia queridos! ;)

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Sim, Thiago! Que possamos vivenciá-la..porque viver requer transformar o ontem e o hoje.
      :)

      Excluir