domingo, 11 de dezembro de 2016

Velhas Delícias!


Bebo as águas doces
Deste rio
No teu olhar castanho!
Navego, moreno,
No mistério do teu mundo…

Ouço como foi
Teu primeiro dia na escola
E te conto uns dedos de prosa
Detalhes que fizeram
Quem hoje sou…

Então assim,
Natural é o nosso amor!
Cheio das velhas delícias
Do universo: Saliva, suor
Perfume e verso…

E a  filosofia senta
Conosco nos dias preguiçosos
Domingos felizes
Em que somos apenas
Só nossos…#


De ouvir uma história de amor.
E de perceber o quanto as histórias de amor são cheias das mesmas velhas delícias: Suor,saliva,perfume e verso.
E, como os "amores imperfeitos são as flores da estação", cada única história é tão emocionante! perfeita e bastante em si mesma. 

LUZ!


Nenhum comentário:

Postar um comentário