terça-feira, 29 de novembro de 2011

"Desvenda"

É nos silêncios que mais falo
E quando calo
Presta atenção no vento que passa
E no canto discreto da boca...

É nos detalhes que me revelo
nos liames do dia-dia
nas nuances que o véu segreda
Quer ver? Rasga a máscara,
Te entrega.

É de intensidades que me componho
Dos rios de lágrimas
Raios de sol e sorrisos
A placidez é meu esconderijo
Mas é tão fácil perceber...

Mesmo no que tenho de mais perigoso
Sou líquida ,caudalosa , real         
Tateia - talvez te surpreenda...              
Desvenda!!!...      #          
;)       

6 comentários:

  1. Tua alma: um mistério!

    ResponderExcluir
  2. As dicas foram dadas de forma bem generosa, até...

    ;)

    Beijos, queridona. Saudades de tu.

    ResponderExcluir
  3. Natália...as nossas! =)
    Beijo =*

    ..........

    Lunaa...e não é? escancaradamente!;)
    Beijo querida minha. Tannntaaaa saudade....
    =*

    ResponderExcluir
  4. Magnific
    essas pistas, que fazem pensar, imaginar... se encher de coragem pra um atitude tomar
    beijos Artur

    ResponderExcluir